Notícias

NOVA CALCINHA DISPENSA O USO DE ABSORVENTE (E DE COLETOR MENSTRUAL)

A calcinha Thinx pretende revolucionar a relação das mulheres com a menstruação

Em 08/11/2016 às 09h20


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Criada por três amigas nova-iorquinas, a Thinx é a primeira marca de calcinhas absorventes do mundo. Com muito bom humor, Miki, Radha e Antonia explicam que tudo começou quando uma delas passou por um momento constrangedor numa reunião de trabalho: sabe quando você esquece que ~aquele dia do mês~ está chegando e é pega de surpresa?

A partir de um incidente desses, elas começaram a pesquisar a respeito de calcinhas capazes de conter o fluxo e a prova de manchas, e descobriram que nada assim existia no mercado. Depois de três anos pesquisando tecnologia e design, nasceu a marca.


Mas como funciona? Segundo a empresa, o forro da calcinha é composto por quatro camadas, e cada uma tem sua função.

  1. Garantir que a pele fique seca
  2. Matar germes e bactérias
  3. Reter o líquido
  4. Impedir vazamentos

E é mesmo seguro? Como cada ciclo é diferente, a marca recomenda que as mulheres adaptem o uso da Thinx à sua realidade. Em caso de fluxo muito intenso, recomenda-se o uso combinado com coletor menstrual ou absorvente interno. O quanto cada calcinha consegue armazenar de líquido depende do modelo da peça (atualmente são 3). O maior deles é capaz de reter até cinco colheres de chá, o equivalente a dois absorventes internos médios.

Com isso, dependendo do modelo escolhido e do fluxo de cada mulher, é possível até mesmo usar apenas uma calcinha durante o dia inteiro, sem trocá-la, assegura a marca. A garantia de que o uso não prejudica a saúde fica por conta da segunda camada de tecido, que recebe um tratamento à base de prata para anular germes e bactérias.

E são reutilizáveis? Sim! Segundo as instruções de uso, recomenda-se enxaguar a calcinha individualmente, depois lavá-la na máquina com água fria e deixa-la pendurada para secar. A durabilidade pode chegar a dois anos, de acordo com a Thinx.

Outra coisa bacana é que, a marca está envolvida em um projeto social chamado AFRIpads, que produz absorventes acessíveis e reutilizáveis para mulheres africanas. Segundo a organização, 1 em cada 10 garotas africanas ainda perdem dias de aula e até abandonam a escola por causa da chamada "semana da vergonha". Parte da renda da Thinx é destinada para a instituição.

Atualmente as calcinhas absorventes são vendidas apenas no site da Thinx, mas eles fazem entregas fora dos Estados Unidos (inclusive no Brasil!). Quem aí ficou curiosa para testar?

Fonte:http://mdemulher.abril.com.br/estilo-de-vida/nova-calcinha-dispensa-o-uso-de-absorvente-e-de-coletor-menstrual/




Compartilhe:


Mais imagens